Pesquisa quer saber sobre as intenções de viagens dos turistas
Notícias

Pesquisa quer saber sobre as intenções de viagens dos turistas

A Paraná Turismo lançou mais uma edição da Sondagem dos Impactos da Covid-19 no setor de Turismo do Estado. Dessa vez, a pesquisa é destinada aos turistas paranaenses e tem como objetivo principal saber quais seus planos de viagem diante da pandemia.

A participação do turista na sondagem é voluntária e pode ser feita até esta segunda-feira (12) pelo link http://www.questionarios.celepar.pr.gov.br/index.php/577375/lang-pt-BR. A pesquisa é realizada pelo Conselho Paranaense de Turismo (Cepatur) e executada pela Paraná Turismo.

O período pandêmico afeta diretamente a intenção de viagem do turista em potencial e, consequentemente, o setor do turismo. Diante desse cenário, o retorno das atividades turísticas depende muito não somente do respeito a protocolos sanitários, mas também de como será o comportamento do turista.

Na primeira edição da sondagem, entre 25 de maio e 7 de junho, teve a participação de mais de 2,5 mil pessoas, com margem de erro de 3% e confiabilidade de 95%. Os resultados mostraram que 82% dos respondentes tinham o hábito de viajar pelo menos uma vez por ano e que a principal motivação dos deslocamentos são viagens de lazer (83,6%).

A pesquisa mostrou ainda que antes e durante a pandemia 68,9% tinham viagem programada para o primeiro semestre de 2020 e que 42,4% das viagens nacionais foram canceladas.

Já no período pós-pandemia, 31,7% responderam que farão viagens somente se houver necessidade no segundo semestre deste ano, enquanto que 30,6% exigem que os equipamentos turísticos e meios de transporte adotem protocolos de segurança.

De acordo com Gilce Battistuz, da Gerência de Estatística da Paraná Turismo, o objetivo da pesquisa não é somente saber quais os planos de viagem dos turistas. “O objetivo nesse momento é entender se o nosso turista potencial continua tendo a intenção de viajar, até porque na primeira pesquisa eram os momentos iniciais da pandemia e muitas pessoas estavam preocupadas e não sabiam o que ia acontecer, a questão de segurança e protocolos era ainda muito vago”, explicou.

Diante disso, houve a necessidade de verificar junto ao turista, que já tem maior conhecimento dos protocolos sanitários e quais estabelecimentos e atrativos já retornaram às atividades, se ele ainda tem a intenção de viajar. “Tudo isso é para confirmar se ele ainda tem essa intenção, já verificando nesses próximos meses também a questão da chegada do Verão”, afirmou Gilce.

Recomendadas pra você
Notícias

Sinttromar cobra manutenção de empregos no transporte coletivo

Representado pelo presidente Ronaldo José da Silva e pelos dirigentes Alessandro Derenzo, Jean Carlo Silveira e José Carlos Eugênio “Bagre”, o Sinttromar…
Notícias

Tecpar moderniza laboratórios com novos equipamentos

Para aprimorar a qualidade das análises e ensaios tecnológicos o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) adquiriu uma série equipamentos que conferem…
Notícias

Maringá recebe obra na Delegacia de Homicídios e nova Central de Flagrantes

Maringá, no Noroeste do Paraná, conta agora com uma Delegacia de Homicídios reestruturada e uma nova Central de Flagrantes. A inauguração das…