Maringá recebe obra na Delegacia de Homicídios e nova Central de Flagrantes
Notícias

Maringá recebe obra na Delegacia de Homicídios e nova Central de Flagrantes

Maringá, no Noroeste do Paraná, conta agora com uma Delegacia de Homicídios reestruturada e uma nova Central de Flagrantes. A inauguração das estruturas, dentro do complexo da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá, ocorreu nesta sexta-feira (16) e contou com a presença do secretário da Segurança Pública do Paraná, Romulo Marinho Soares, e do delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach. Também foi inaugurada a nova sede da Corregedoria da Polícia Civil de Maringá.

A Delegacia de Homicídios passou por uma reforma de aproximadamente oito meses e avaliada em R$ 200 mil. O investimento foi feito com recursos do fundo rotativo da própria delegacia, Procuradoria do Trabalho e Conselho de Segurança de Maringá. “Ter uma unidade totalmente reformada é um incentivo ao nosso policial da ponta, que trabalha diariamente para fornecer um atendimento digno a todos os paranaenses. É uma honra inaugurar uma estrutura que demonstra nosso reconhecimento por esta instituição que nos apresenta constantemente bons resultados”, afirmou o secretário.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, as reformas nas unidades fazem parte do planejamento estratégico da instituição. “Essa revitalização e a melhoria da infraestrutura, das condições dos prédios interfere diretamente na qualidade do serviço que é prestado à população”, disse ele. “A ação visa cumprir dois objetivos: melhorar a qualidade do atendimento e valorizar o policial civil de forma que ele possa ter boas condições de trabalho”, declarou.

MELHORIA – O prédio da 9ª Subdivisão Policial de Maringá era antigo e, para melhorar o atendimento ao público, o local passou por uma reforma para criação de salas, colocação de pisos e novas mobílias. Até essa inauguração, Maringá não tinha um local adequado para a Central de Flagrantes e, com isso, será possível dar maior celeridade aos atendimentos no local.

O delegado-titular da 9ª Subdivisão Policial de Maringá, Adão Vagner Loureiro, reforçou que o objetivo é melhorar a qualidade e a prestação de serviço ao cidadão. “Era inadmissível um plantão policial ser localizado nos fundos da delegacia, as pessoas não conseguiam encontrar o atendimento devido. Hoje o cidadão tem o acesso fácil, com tudo arrumado e a possibilidade de fazer o seu registro, sendo atendido pelo policial em uma instalação digna, como é também Delegacia de Homicídios”, explicou.

A Delegacia de Homicídios de Maringá já funcionava na 9ª SDP antes da reforma. O delegado-titular da unidade comentou que uma melhor estrutura colabora para que o índice de elucidação de crimes na região continue alto. “O empenho dos policiais, a competência e a condição técnica são fatores principais, mas uma estrutura adequada, aliada à condição de trabalho para o policial fazer a sua atividade, certamente melhoram o atendimento e os resultados. Temos hoje em Maringá mais de 90% de elucidação de homicídios, e a ideia é melhorar cada vez mais”, completou o delegado Loureiro.

INTEGRAÇÃO – Já para o titular da Delegacia de Homicídios de Maringá, Diego Elias de Freitas, a obra é um grande trabalho conjunto, que contou com o apoio da 9ª SDP, da Divisão de Polícia do Interior, do Departamento da Polícia Civil, da Secretaria da Segurança Pública e do Governo do Estado.

“A integração ajudou bastante na implementação dessa nova delegacia de homicídios de Maringá. Trata-se de um prédio excelente, no sentido de nos ajudar a desenvolver o trabalho. Creio que com essa nova estrutura, as ações desenvolvidas por toda a equipe tendem a melhorar ainda mais, disse. O endereço onde ficam as unidades é no terreno do complexo da 9ª SDP, na Avenida Mandacarú, 560, Vila Progresso, em Maringá.

AÇÕES – Durante a solenidade, o secretário Marinho comentou, ainda, sobre o trabalho de retirada de veículos apreendidos de pátios de delegacias da Polícia Civil em todo o Estado. Segundo ele, com essa ação é possível melhorar o atendimento para a população que precisa ir até as unidades, fornecer maior qualidade de vida aos moradores das regiões, liberar as ruas no entorno para circulação de automóveis, além de evitar possíveis focos de dengue no local. Mais de 1.700 mil veículos já foram removidos de pátios das delegacias do Paraná e outros 3,4 mil veículos inservíveis foram leiloados.

Outra medida citada na solenidade foi a assinatura recente do Termo de Cooperação Técnica e compartilhamento de dados entre a Secretaria da Segurança Pública e Maringá. A iniciativa permite criar uma rede integrada de informações que tem o objetivo aprimorar a qualidade dos dados disponíveis na área de segurança, tanto dos municípios quanto do Estado como um todo.

PRESENÇAS – Participaram da cerimônia o deputado federal Fahur e o deputado estadual Adriano José; o presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Maringá, coronel Rodrigues; o chefe do Estado Maior do 3º CRPM, tenente-coronel Ademar Paschoal; o Comandante do 5º Grupamento de Bombeiros, tenente-coronel Adriano Barbosa; o Comandante do 4º Batalhão da PM, major Marcio Antônio da Silva; integrantes da Polícia Civil e da Polícia Rodoviária Federal.

Recomendadas pra você
Notícias

Projeto itinerante traz incentivo à leitura para Maringá

Em parceria com o Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar), o Expolivro traz uma carreta com mais de 5 mil livros, a carreta…
Notícias

Resultados de exames coletados na UPA Zona Norte são informados pelas UBSs

mostras coletadas na UPA Zona Norte para detectar a covid-19 são encaminhadas para o Laboratório Central do Estado (Lacen). Após o retorno…
Notícias

Campanha de vacinação contra poliomielite encerra na próxima segunda

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Maringá encerra a Campanha de Vacinação contra Poliomielite na próxima segunda, 30. Crianças de 1…