Fomento Paraná registra a marca de 39 mil clientes ativos
Notícias

Fomento Paraná registra a marca de 39 mil clientes ativos

A Fomento Paraná registrou ao fim de setembro a marca de 39 mil clientes ativos e uma carteira de Operações do Setor Privado de mais de R$ 351 milhões. A maioria formada por microempresas e pequenos negócios. “Pouco a pouco estamos imprimindo mais velocidade na concessão de crédito pela Fomento Paraná e, dessa forma, conseguindo apoiar os pequenos negócios e pulverizar recursos em todas as regiões do Estado”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Para o diretor-presidente da instituição financeira estadual, Heraldo Neves, esse número é um marco importante para se registrar na semana em que se comemora o Dia Nacional da Microempresa (5 de outubro). “Mais de 90% dos nossos clientes são microempresas ou pequenos negócios formais ou informais que usam os recursos para movimentar a economia e com isso geram milhares de empregos e renda”, afirma.

O diretor destaca que a instituição tem sido bastante exigida desde o início da pandemia de Covid-19, tendo liberado mais de R$ 244 milhões em crédito novo para apoiar empreendedores. Outros R$ 45 milhões em valores contratados anteriormente foram renegociados com suspensão pagamentos e alongamento de prazos reduzindo o tamanho das parcelas.

“Isso tudo não seria possível sem a participação dos agentes de crédito e correspondentes por meio das parcerias que mantemos com prefeituras, associações comerciais, sindicatos e empresas especializadas”, completa Neves.

APOIO AO TURISMO – De acordo com o diretor de Mercado da Fomento Paraná, Renato Maçaneiro, nos próximos meses a instituição vai direcionar os esforços para ampliar a oferta de recursos aos empreendimentos da cadeia produtiva do turismo, que foi muito afetada desde o começo da pandemia.

“O turismo é considerado uma indústria limpa, porque hotéis, restaurantes, parques e outras estruturas provocam menos impactos no meio ambiente do que outras atividades. Ao mesmo tempo tem capacidade para gerar milhares de empregos, o que é uma ação importante e necessária nesse momento”, afirma o diretor. “Já contabilizamos mais de R$ 22 milhões concedidos a empreendedores que atuam com atividades ligadas ao turismo, mas esperamos triplicar esse número nos próximos meses.

FOMENTO TURISMO – A Fomento Paraná é agente financeira do Fungetur – Fundo Geral do Turismo, e com isso criou a linha Fomento Turismo, com créditos de até R$ 2 milhões para investimentos e até R$ 500 mil para capital de giro.

Os prazos variam de 48 a 120 meses, conforme o investimento. A taxa de juros é de 0,65% ao mês (base outubro 2020, com atualização pelo INPC). Os empreendedores desse segmento também podem usar o Fundo de Aval Garantidor da Micro e Pequena Empresa (FAG), que garante até R$ 640 mil em operações de crédito de até R$ 800 mil reais nessa linha, substituindo a necessidade de garantias reais até esse valor.

Os estabelecimentos precisam estar no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur: https://cadastur.turismo.gov.br/hotsite/#!/public/capa/entrar), que é gratuito.

A Abrasel-PR, entidade que representa bares e restaurantes no Paraná, é parceira da Fomento Paraná como correspondente de crédito para orientar e operacionalizar financiamentos da linha Fomento Turismo para apoiar empreendimentos associados desses segmentos.

Recomendadas pra você
Notícias

Sinttromar cobra manutenção de empregos no transporte coletivo

Representado pelo presidente Ronaldo José da Silva e pelos dirigentes Alessandro Derenzo, Jean Carlo Silveira e José Carlos Eugênio “Bagre”, o Sinttromar…
Notícias

Tecpar moderniza laboratórios com novos equipamentos

Para aprimorar a qualidade das análises e ensaios tecnológicos o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) adquiriu uma série equipamentos que conferem…
Notícias

Maringá recebe obra na Delegacia de Homicídios e nova Central de Flagrantes

Maringá, no Noroeste do Paraná, conta agora com uma Delegacia de Homicídios reestruturada e uma nova Central de Flagrantes. A inauguração das…